A arte de Shintaro Ohata

Esse é o nome do artista japonês de que quero mostrar hoje, Shintaro Ohata.

Ele cria esculturas que interagem com pinturas, gerando um efeito tridimensional nas imagens. Sua arte é incrívelmente encantadora, retratando a vida cotidiana com uma poesia que só vendo. Um por-do-sol, um dia de chuva, uma criança brincando no balanço ou de bicicleta, cada instalação mais linda do que a outra.

Se você ainda não viu as imagens por aí, não perde tempo!

Fiquei tão apaixonada que salvei tudo para usar no desktop do meu computador e do celular.

Se você quiser ver mais, clica aqui!

Conheçam Avid Liongoren

Não conheço muito sobre Avid Liongoren, mas passo pelo blog dele faz muito tempo… de vez em quando. O que eu acho muito bom é que além dos desenhos feitos no computador ou no papel, ele também utiliza fotos digitais, de paisagens reais, criando em cima delas ilustrações super fantasiosas, com uma pitada de suas vivências reais.

O projeto que eu mais gosto é o MyProject365.com. Nela, o moço fez uma ilustração por dia, de 2006 a 2009. Aí dá pra sentir que ele desenhava e escrevia muito do que via no seu dia-a-dia, esa é a parte mais legal!

Eu queria ter criatividade e habilidade pra fazer isso, de verdade. Um dia desses imprimo umas fotos e faço a tentativa.

No site dele, diz que é das Filipinas e que passa a maior parte do tempo sonhando, observando e trabalhando (desenhando?). Isso dá pra ver pelos desenhos incríveis que ele disponibiliza na internet, dizendo até que todos podem compartilhar a sua arte, só não podem ganhar dinheiro com elas como se fossem suas, sob risco de ninjas elfos virem matá-lo no seu sono. Haahahah!

Não quem só nas imagens do blog, cliquem no site e no tumblr do cara, vale muito a pena!

Tapetes de flores… de origami!

Terapia contínua em anos de dobraduras de papel. Foi isso que fez o artista James Roper, dobrando dez flores de origami por dia, em três anos, somando um total de 10 mil flores de papel (que tomei a liberdade de caracterizar como lírios).

Ele nomeou o seu projeto de “Devotion” e, com tantas formas coloridas, criou esculturas lindas que mais parecem tapetes.

Pena que nesses “tapetes” não podemos pisar/deitar, né?
Dá uma olhada no blog do cara e em suas outras obras. Vale a pena.

(Via My Modern Metropolis)

Beavis and Butt-Head na vida real

Quem foi adolescente nos anos 90, vai se impressionar com essas esculturas super realistas dos “grandes babacas” Beavis and Butt-Head. Criado pelo artista em efeitos especiais de maquiagem Kevin Kirkpatrick, as peças fazem parte de uma exposição que começou hoje, na CoproGallery, em Santa Monica, na Califórnia.

Criada por Mike Judge, a série de animação marcou a programação da MTV Brasil entre 1994 e 1998. Beavis e Butt-Head são dois adolescentes, em plena puberdade, que passam o dia vendo clipes de rock, falando palavrões, tentando arrumar garotas e reclamando da vida.

A série voltou a ser transminida com novos episódios no ano passado, na MTV americana. Dessa vez, os personagens não passam apenas o dia vendo videoclipes, mas também falarão de assuntos da atualidade, como youtube, novos programas de TV e MMA. Beavis and Butt-Head também fará parte da programação do canal aqui no Brasil ainda este ano, mas sem previsão para a estreia.

Vi essa semana a série passando na tv, mas não me lembro em que canal. Quem souber me diz?

Lindos monstros de madeira

Essas incríveis esculturas em madeira de AJ Fosik fazer os monstros ficarem atrativas aos nossos olhos.

O artista utiliza um processo complexo de produção, com diversos cortes de madeiras intrincadas, vernizes e tintas formando esses animais bonitos. As obras estavam em exposição na Galerie LJ em Paris até ontem. O que vocês acham? Eu teria um desses em casa, sim!

Incrível, né?

Arte feita por crianças

Quem não gosta de arte feita pelas crianças? Uma coisa bem ingênua, sem medo, pura liberdade e criatividade.

Essa instalação, feita pelo artista Yayoi Kusama, foi feita com a ajuda de crianças da Austrália. Um ambiente inteiramente branco, onde cada criança visitante recebeu um bloco de etiquetas circulares coloridas, tendo a liberdade de colocar onde queriam. O resultado? Uma sala onde parece que um balão gigante de tinta explodiu… voando cores para todos os lados!

No site da Galeria de Arte Moderna, tem vários jogos interativos para as crianças, bem legal também.